Sistema de Gestão de Publicações

Perfil dos recém-nascidos prematuros extubados em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

Tatiane Eduardo dos Santos Alves1; Maria Laura Fernandes Gaigher2; Mirelly Roncette de Bortoli3; Leticia Guimarães Peyneau4

Submetido em 19 Maio 2017

Objetivo: caracterizar o perfil dos recém-nascidos pré termo extubados quanto ao peso ao nascimento, idade gestacional, classificação, tempo de ventilação mecânica e modalidade de ventilação utilizada após a extubação, além de verificar a frequência de fisioterapia e os recursos utilizados. Método: foi efetuada uma pesquisa de campo caracterizada como estudo transversal com coleta de dados retrospectiva, utilizando uma amostra de conveniência. Foram analisados 641 prontuários de neonatos prematuros nascidos entre janeiro de 2008 e dezembro de 2014, internados na unidade de terapia intensiva neonatal da Santa Casa de Misericórdia de Vitória, submetidos à intubação orotraqueal. Foi realizada uma análise descritiva considerando frequências e percentuais para as variáveis qualitativas e média, mediana e desvio padrão para as variáveis qualitativas. O estudo foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa da Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória.

Resultados: o perfil dos recém-nascidos estudados foi do sexo masculino, 57,9%, de baixo peso ao nascer, 51,2% e de prematuridade considerada moderada, 60,3%. A média de tempo de ventilação mecânica foi de 4,64 dias. Do total de prontuários analisados, 84,3% realizaram fisioterapia, desses, 98% realizaram técnicas de reequilíbrio tóraco abdominal e 88,2% precisaram de fisioterapia motora.

2017 - SALUS JOURNAL - Todos os direitos reservados