Sistema de Gestão de Publicações

Efeitos da memantina sobre o volume nuclear de neurônios da área CA1 do hipocampo em ratos adultos

Nyam Florencio da Silva;José Guilherme Pinheiro Pires;Henrique de Azevedo Futuro Neto

Submetido em 12 Janeiro 2018

Objetivo: As doenças neurodegenerativas causam sérios problemas de morbimortalidade, principalmente com o avanço do envelhecimento na população mundial, levando à necessidade do desenvolvimento de fármacos com ação neuroprotetora. Desta forma, neste trabalho foram avaliados os efeitos do tratamento com memantina, um bloqueador de receptores NMDA, sobre o volume nuclear de neurônios da área CA1 do hipocampo em ratos adultos. Método: Foram utilizados ratos Wistar adultos, que receberam injeções intraperitoneais (i.p) diárias de solução salina (SAL; 1 mL/kg) ou memantina (MEM; 10 mg/kg), por 30 dias, com posterior processamento histológico do cérebro e avaliação do volume nuclear dos neurônios da área CA1. Resultado: O grupo MEM apresentou aumento significativo do volume nuclear (SAL, 231 ± 4,1 µm3, n=5; MEM, 380 ± 5,7 µm3, n=6; p<0,0001). Quando classificados os neurônios em subpopulações pela média volumétrica do tamanho de seus núcleos, houve prevalência do grupo MEM nas subpopulações de 200-400 µm3 (SAL 261,47 ± 3,27 µm3 e MEM 318,94 ± 5,43µm3; P < 0,0001), 400-600 µm3 (SAL 439,20 ± 7,82 µm3 e MEM 479,29 ± 5,67 µm3; P < 0,05). Na subpopulação 600-800 µm3, apenas o grupo MEM apresentou neurônios (689,33 ± 19,55 µm3). Conclusão: Os resultados indicam que a memantina pode alterar direta ou indiretamente o volume nuclear dos neurônios da área CA1 do hipocampo, sendo um fármaco com potencial utilização na prevenção de doenças neurodegenerativas.

2018 - SALUS JOURNAL - Todos os direitos reservados